D. A. de Biblioteconomia UFPE

Justiça condena estudante a cinco anos de prisão por furto de obras raras no Rio

A 2ª Vara Federal Criminal do Rio condenou o estudante de biblioteconomia Laessio Rodrigues de Oliveira a cinco anos de prisão pelo furto de obras raras da biblioteca do Instituto de Pesquisas Jardim Botânico, no Rio.

O crime ocorreu no final de 2003, mas só se tornou público em março de 2004. O estudante é acusado de furtar três volumes da Obra Amphibia, de Johan Baptist von Spix (1839), Obra Nova Genera, de Karl Friedrich Philipp von Martius (1824), e Obra Exactissima Descriptio Rariorum Quarunda Plantarum, de Tobia Aldino (1625). Os volumes foram avaliados em, respectivamente, US$ 16 mil, US$ 23 mil e US$ 5,3 mil.

O estudante foi preso em 2004 –na ocasião, ele tinha 31 anos– com outros livros furtados do Museu Nacional do Rio. Na ocasião, foram encontrados na casa de Laessio obras do Arquivo Histórico de Blumenau (SC) e da Biblioteca Mário de Andrade. Com a decisão da Justiça, ele deve permanecer na prisão.

“A Justiça fixou uma pena alta condizente com a gravidade do crime. Afinal, foram furtadas obras raras de valor histórico-científico negociadas clandestinamente. Também foi considerada a personalidade do acusado voltada para crimes dessa espécie e outros agravantes como assinar um nome falso no livro de visitas”, afirmou o procurador da República Jaime Mitropoulos.

Fonte: Folha online

15 de Junho de 2009 - Posted by | Não classificado

Ainda sem comentários.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: