D. A. de Biblioteconomia UFPE

Google avança sobre mercado de livros on-line com controverso acordo

Um vilão a ponto de monopolizar a informação do planeta ou um herói disposto a organizar os livros do mundo? A intenção do Google, anunciada em 2004, de criar uma gigantesca biblioteca virtual ganha agora contornos dramáticos.

Na sexta passada, terminou o prazo oferecido pelo Google para que editoras e autores de todo o mundo se manifestassem contra a sua proposta de digitalizar e disponibilizar, no Google Books, livros que ainda não estão em domínio público, mas que não são encontrados nas livrarias dos EUA. Milhões de títulos caem nessa categoria.

Defensores dizem que o projeto traz à tona volumes aos quais leitores não teriam acesso. Para críticos, ele fará o Google monopolizar o patrimônio cultural concentrado em livros.

O prazo para manifestações contra o Google foi estipulado por um polêmico acordo, no estilo “quem cala consente”, firmado entre a empresa e autores e editores americanos.

Pelo texto, o Google “poderá vender acesso a livros individuais e assinaturas […], colocar anúncios […] e fazer outros usos comerciais”, e 63% dos rendimentos serão destinados aos donos dos direitos. Em troca, estes abrem mão de processar o Google por já ter disponibilizado livros sem permissão. Em 7/10, a Justiça dos EUA decide a legalidade do termo.

Os livros seriam vendidos só a internautas dos EUA, mas o governo alemão afirma que é fácil driblar esse tipo de restrição na rede e que arquivos poderão ser vistos no mundo todo. Entre os milhões de livros escaneados pelo Google, estão títulos cujos direitos pertencem a editoras e a autores brasileiros –que, em muitos casos, nem sabem o que é o acordo.

“Um livro brasileiro escaneado pelo Google poderá ser parcialmente exibido e comercializado nos EUA como se fosse publicado por lá”, afirma Rodrigo Velloso, diretor de novos negócios do Google Brasil.

O imbróglio começou há cinco anos, quando o Google firmou parceria com instituições como as universidades Harvard e Oxford para digitalizar acervos. Acontece que a empresa não foi atrás dos donos dos direitos de obras fora de domínio público –dos 7 milhões de títulos parcial ou integralmente disponíveis no Google Books, apenas 1 milhão está em domínio público. Editores e autores dos EUA entraram com ações contra o Google, e depois firmaram o acordo.

Em oposição, Microsoft, Yahoo, Amazon e Internet Archive criaram, no mês passado, a Open Book Alliance. “Queremos alertar o público dos problemas que esse monopólio do livro digital representa para a inovação”, diz à Folha Peter Brantley, porta-voz do grupo. “A exigência de que autores e editoras estrangeiros precisem reivindicar suas obras revoga convenções internacionais de propriedade intelectual.”

A Amazon, que vende livros físicos e digitais, mandou documento à Justiça criticando o Google. O sindicato dos autores dos EUA, Authors Guild, ex-rival e atual parceiro do Google, viu “hipocrisia”. “Amazon acusa mais alguém de monopolizar a venda de livros”, ironizou.

Para Velloso, a palavra “monopólio” é exagero, pois “o acordo se aplica só a livros não comercialmente disponíveis nos EUA.” “Muito mais poder seguirão tendo os grandes varejistas”, ele diz –um exemplo de varejista é a Amazon. Segundo ele, o acordo beneficia editoras e autores, que terão “nova fonte de receitas para obras”.

Fonte: Folha online
Anúncios

9 de Setembro de 2009 Posted by | Não classificado | Deixe um comentário

Palestras gratuitas esclarecem dúvidas sobre intercâmbio cultural

A EF Cursos no Exterior, em parceria com a Livraria Cultura do Recife, promove nos dias 14 e 25 de setembro palestras sobre intercâmbio cultural. Os encontros são abertos ao público que tiver interesse em saber mais sobre a experiência de viver e estudar em outros países. A palestrante será Juliana Haluli, gerente regional da EF Recife.

No dia 14, o debate terá como tema o programa Language Camp. Voltado para adolescentes de 13 a 17 anos, o curso tem quatro semanas de duração, sendo três de aulas de idioma e uma semana inteira de diversão pela região que o estudante escolher para fazer o programa. Entre os destinos que a EF oferece estão Havaí, Canadá e Inglaterra.

Já no dia 25, o encontro abordará de forma mais ampla o tema Intercâmbio. Tudo sobre os diferentes programas de cursos no exterior, as vantagens de uma experiência internacional, como são escolhidas as famílias que recebem o estudante, preços, dicas etc.

Os encontros acontecem sempre às 16h e a entrada é gratuita.

SERVIÇO
14 de setembro – Viaje e Aprenda um idioma nas Férias  – 16h
25 de setembro – Saiba tudo sobre intercâmbio! – 16h
Local: Livraria Cultura Recife – Rua Madre de Deus, s/n, Bairro do Recife
Mais informações: 3466.1566

Fonte: pe360graus

9 de Setembro de 2009 Posted by | Não classificado | | Deixe um comentário

Biblioteca oferece exposição, filmes e oficinas gratuitas em setembro

Durante todo o mês de setembro, a Biblioteca Pública do Estado (BPE) está com uma programação especial que inclui exposição, palestras, curso de flauta doce e oficina de dança, entre outras, tudo gratuito. Além disso, haverá exibição de filmes nas quartas-feiras e sessão de braille (confira a programação abaixo).

O público poderá conferir também, no hall da instituição, as Exposições Bibliográficas das obras do educador Paulo Freire e do médico Josué de Castro. A mostra acontece até o dia 30 deste mês.

Já no dia 24, às 18h, acontece no auditório da BPE uma homenagem ao Dia da Secretária. Na ocasião, a secretária executiva da secretaria de Desenvolvimento Econômico e Turismo de Jaboatão dos Guararapes, Rosa Maria Lira, será homenageada. A abertura do evento será realizada pela técnica do Projeto EDUQ/SE, Maria Ângela Mello. Na oportunidade, a coordenadora do curso de graduação e pós-graduação em Secretariado Executivo, Cussy Korlla Antunes, fará a palestra ‘Relação Interpessoal: Você faz a diferença’.

O dia 29 foi reservado para o “Encontro da Terceira Idade”, que a partir das 14h, realiza oficina de dança no auditório da Biblioteca. Haverá a apresentação do grupo “Amigos para Sempre”, do Sesc, sob a coordenação da professora Valquíria Chaves.

A criançada também tem espaço no projeto Música na Biblioteca. A Seção Multimeios está com inscrições abertas para o curso de flauta doce (teoria e solfejo) para crianças com até 12 anos de idade. As aulas acontecem todas as quintas-feiras, das 13h30 às 15h. Mais informações pelo telefone (81) 3181-2647.

Programação completa

Fonte: pe360graus

9 de Setembro de 2009 Posted by | Não classificado | , , , , | Deixe um comentário

Propesq e Proext promovem seminário sobre cooperação entre a França e a UFPE

Com o título “Avanços da Pesquisa Cooperativa entre a França e a UFPE”, as Pró-Reitorias para Assuntos de Pesquisa e Pós-Graduação (Propesq) e de Extensão (Proext) promovem, às 8h30 da próxima sexta-feira (11), um seminário temático inserido na programação da Universidade em comemoração ao Ano da França no Brasil, em 2009. O evento é aberto ao público e será realizado no auditório do Centro de Tecnologia e Geociências (CTG) da UFPE.

Programação

8h30: Abertura

9h: Diálogo Musical: violonista João Paulo Pessoa, aluno do Depto. de Música, interpretando Le tournoi – fantaisie chevaleresque composée pour la guitarre, Op.
15 (Napoléon Coste) e Prelúdio N°1 para violão (H. Villa Lobos)

9h30: Palestra de Niède Guidon: A missão arqueológica francobrasileira no Piauí

10h15: Mesa-redonda: Saúde e meio ambiente
Raul Manhães de Castro
Suely Lins Galdino
Nereide Stela Santos Magalhães
Paulo Jorge Pereira dos Santos

11h15: Pausa

11h30: Mesa-redonda: Cooperação internacional e mobilidade estudantil
Bernard Genevois: BRAFITEC – Brasil França Tecnologia
Ademir Amaral: Experiência em Engenharia Biomédica

12h30: Avaliação da pesquisa cooperativa entre a França e a UFPE

13h: Encerramento

Mais informações
propesq@ufpe.br

Fonte: ASCOM/UFPE

9 de Setembro de 2009 Posted by | Não classificado | Deixe um comentário